Integrantes/Georgiana Góes

Georgiana Góes

Aos 10 anos começou seus estudos no teatro O Tablado onde foi mordida pelo bicho do teatro.  Chegou a assistir 21 vezes o espetáculo que estava em cartaz no O Tablado e se encantava em assistir os atores no exercício da repetição e correndo os riscos da cena, do que podia acontecer de diferente a cada dia. Depois de 5 anos no O Tablado, entrou para a Cia Atores de Laura na qual se profissionalizou e trabalhou por quase 10 anos, tendo participado de espetáculos como A Entrevista, Cartão de Embarque, A Flauta Mágica, Auto da Índia ou Arabutã, entre outros sob a direção de Daniel Herz e Susanna Kruger. Na Cia aprendeu que o teatro é uma arte coletiva e que quando se está num processo “quem não estiver fazendo nada está errado”, como Herz costumava repetir! É fundadora do Grupo Pedras e desde 2001 participou de todos os espetáculos como, atriz, produtora, co diretora e/ou simples colaboradora. Durante os anos na Cia Atores de Laura e desde a fundação do Grupo Pedras sempre participou de espetáculos com outros diretores como: Aderbal Freire Filho em Hamlet; Domingos de Oliveira em Confissões de Adolescente; André Paes Leme em Engraçadinha e A hora e vez de Augusto Matraga e Karem Acioly em Iluminando a História. Durante os anos de trabalho com as trupes se formou em Teoria do Teatro pela Unirio e sempre trabalhou em paralelo na televisão onde estreou com 16 anos Confissões de adolescente, como uma das protagonistas da série sob a direção de Daniel Filho. Participou de algumas novelas, séries e programas na Rede Globo como “Malhação”, “A Próxima Vítima”, “O Amor está no Ar”, “Mulher”, “A vida como ela é”, entre outros. Além de ter apresentado programas educativos como “Globo Ciência” e “Mundo a sua volta” e “Escola Digital”no Canal Futura.  No ano de 2010 começou a realizar um grande desejo como atriz, o de trabalhar no cinema! Participou do curta metragem “Love Express” dirigido por André Pellenz e do longa metragem “Corda Bamba”, dirigido por Eduardo Goldenstein com estréia prevista para 2011. É brincante integrante do Auto do Boi Cascudo desde 1998 e participou da adaptação para o teatro do Pastoril da Matriz. Curiosa e apaixonada pela arte do ator, sempre buscou se aperfeiçoar e nesses quase 20 anos de profissão participou de oficinas com profissionais como: Juliana Carneiro da Cunha do Théâtre du Soleil, Sotigui Koyathé da Cia de Peter Brook, Enrico Bonavera do Picolo Teatro de Milão, Tadashi Endo bailarino japonês do Butho, cursos com o Lume Teatro e o Teatro de Anônimo. E em cinema curso com Fátima Toledo. Percussão com Lucas Ciavatta e desde 2003 estuda canto com Angela Herz.